Cuidar do seu corpo e do seu bem-estar é fundamental para ser feliz. Quando todo o organismo funciona do jeito certo, dá para ter a certeza de que você pode aproveitar os dias da melhor forma. Um dos órgãos mais importantes é o coração, então a consulta com cardiologista é indispensável.

Gosto de reforçar essa relevância porque nem sempre as pessoas dão a atenção que deveriam. Para se manter em dia e preparado para qualquer desafio, visitar o especialista é fundamental.

A seguir, eu mostro o momento de marcar uma consulta com cardiologista e todos os pontos importantes!

Qual a relevância das idas a esse médico?

O cardiologista é o médico especializado em todas as doenças do coração. Ele consegue diagnosticar e definir o melhor tratamento para condições relacionadas ao órgão que bombeia sangue para todos os sistemas.

O especialista é voltado tanto para as doenças congênitas — ou seja, aquelas que nascem com a gente — quanto as que são desenvolvidas ao longo da vida.

Diante de uma atuação tão relevante, fica claro por que é preciso se consultar regularmente, não é? Posso garantir que, ao visitar o especialista com frequência, você tem a chance de cuidar do coração e até de evitar doenças.

Isso faz com que o músculo funcione da melhor maneira, o que traz disposição, qualidade de vida e proteção.

Qual é a frequência de visita?

Para quem tem alguma doença de nascença ou que desenvolve durante a infância ou juventude, a ida ao médico deve começar com o surgimento do problema. Nesses casos, minha recomendação é fazer visitas a cada 6 meses ou conforme a indicação do especialista.

Para as outras pessoas, as primeiras visitas acontecem um pouco mais tarde. Para homens, a partir de 45 anos é uma boa idade. Para mulheres, vale começar a partir dos 50 anos ou da menopausa — o que acontecer primeiro.

Sem histórico familiar, problemas anteriores ou fatores de atenção, é possível ir a uma consulta com cardiologista uma vez por ano. Na ocasião, é feito um check-up, somente para garantir que tudo está bem.

Quem estiver no grupo de risco, entretanto, deve ter atenção. Obesos, hipertensos, fumantes e diabéticos são alguns pacientes que precisam visitar com antecedência e com uma frequência maior.

Quais são os sinais que indicam a necessidade de consulta?

Mesmo se tudo parecer estar bem, talvez o seu coração precise de uma conferida extra do médico. Quando isso acontece, o organismo envia alguns indícios — então, é essencial ficar atento. A seguir, veja quais são os mais comuns.

Falta de ar ou cansaço constantes

O coração bombeia o sangue, que é o principal responsável por oxigenar as células. Se o órgão não funciona direito, o sangue não flui e, no final, as células não atuam como deveriam, certo? Então, é natural que o nível de energia baixe e cause a sensação de cansaço constante.

Também posso dizer que é comum que ocorra a falta de ar, mesmo que você esteja em repouso. Caso sinta um desses impactos, a dica é marcar uma consulta, combinado?

Dor no peito

Um dos sinais clássicos de que algo precisa de atenção é a dor no peito. Isso não significa que você vai enfartar ou passar mal. Porém, é um indício de que tem alguma coisa que não funciona da forma como deveria.

O melhor é procurar um especialista, porque ele pode identificar o que tem acontecido para fazer com que o incômodo apareça. Muitas vezes, um simples diagnóstico e um tratamento básico já trazem o conforto de volta.

Taquicardia

O coração tem um ritmo certo para bater. Quando você se exercita ou sente alguma emoção, é normal que a frequência cardíaca aumente. O que não é comum é essa elevação do ritmo sem um motivo aparente.

O cenário de taquicardia pode ser causado por algum problema que leva o coração a tentar compensar o bombeamento. Sentiu o coração acelerar sem razão aparente? Então, é hora de marcar uma consulta com cardiologista.

Quais os benefícios de estar em dia com o cuidado com o coração?

Já que o sistema cardíaco é tão importante para o organismo, ir a um especialista é a oportunidade de entender o próprio corpo. Você terá a chance de compreender qual é o seu ritmo cardíaco normal, como anda o coração e o que é preciso fazer para deixá-lo sempre em perfeito funcionamento.

Mais que diagnosticar doenças, o cardiologista tem a possibilidade de recomendar bons hábitos e de realizar indicações para prevenir problemas. Para quem pretende sair do sedentarismo, é a chance de ter a certeza que está tudo bem. Assim, dá para praticar atividades físicas sem medo e em busca de uma vida saudável.

Além de tudo, a consulta com cardiologista ajuda a identificar possíveis doenças — já que muitas são silenciosas. Com o acompanhamento contínuo, qualquer sintoma é logo detectado, o que garante uma atuação precoce e com chances de sucesso. Há, então, a oportunidade de viver mais e com maior qualidade de vida!

Como escolher e marcar uma consulta com cardiologista?

Agora que você já entende a relevância ter o apoio desse especialista, é a hora de saber como marcar a consulta. Em primeiro lugar, é preciso buscar um médico de confiança e com a especialização necessária. Isso traz toda a segurança e permite que fique à vontade.

Também é importante pensar nos aspectos práticos. O local de atendimento deve ser viável para você, pois incentiva o cuidado. Se o preço for acessível, é melhor ainda.

Recorrer a uma plataforma, tal qual o Comigo Saúde, é a possibilidade ideal. Por causa das boas negociações, tem acesso a preços fechados e econômicos. Também é fácil escolher local e horário, de modo a aproveitar todo o cuidado com máxima conveniência e a melhor experiência.

No Comigo Saúde, você ainda tem a chance de ter o histórico armazenado. Com lembretes sobre a necessidade de refazer exames e ir a novas visitas, o cuidado com a saúde sai fortalecido.

A consulta com cardiologista deve ser feita regularmente, já que é crucial para o seu bem-estar. Com o apoio certo, é muito mais fácil garantir que a sua saúde esteja em boas mãos.

Para marcar a sua consulta, conheça o Comigo e aproveite para entrar em contato!