Às vezes, sentimos dores e incômodos que são causados por substâncias que não sabemos exatamente quais são. Suspeitamos de alguns elementos, pois o corpo dá sinais depois que comemos alguma coisa, que utilizamos determinado produto ou ingerimos certo medicamento. Mas o autodiagnóstico é perigoso e por isso, existe o exame de alergia.

Esse procedimento é tão importante para o bem-estar dos pacientes que se queixam do aparecimento de reações adversas que eu escolhi o tema para alertá-lo para condições que, muitas vezes, são deixadas de lado, agravando o estágio da alergia e impactando na vida da pessoa. Continue para entender mais sobre o assunto e saber quando realizar o teste.

O que é exame de alergia?

O exame ou teste de alergia é um procedimento feito para detectar se há possíveis alergias desenvolvidas pelo paciente e descobrir qual é a causa do problema. Além disso, é muito importante para definir um tratamento adequado, amenizar as reações  — severas ou não  — fazer o controle e prevenção para não se ter crises alérgicas.

Quais são os tipos existentes?

Existem diversos tipos de alergias, assim como variados exames para identificar as substâncias alérgenas que o organismo do paciente não tolera. Selecionei os mais comuns para você entender como funcionam e em quais casos são indicados.

Teste Prick

O Teste Prick é um exame cutâneo, também conhecido como puntura. No antebraço limpo, são pingadas algumas gotas do alérgeno que se suspeita ter aversão ou são feitas leves picadas com uma agulha contendo a substância. Aguarda-se cerca de 20 minutos e se o local apresentar qualquer tipo de reação, fica diagnosticado que o paciente tem a alergia.

Este é um teste seguro, indolor e rápido. É indicado para pessoas que se queixam de ter reações adversas depois de ingerir alguns alimentos, de ter inalado alguma substância, de ter contato com pelos de animais, com pólen ou até perfumes, por exemplo.

Teste Intradérmico

Em casos de alergias causadas por alimentos, o médico poderá indicar também o exame intradérmico, que consiste em injetar a substância no organismo, sob a pele. Ele pode detectar também aversão a medicamentos e algo que foi inalado. Como o possível alérgeno é introduzido no corpo, o paciente pode ter reações intensas durante o teste.

Exame de contato

Este procedimento consiste em colocar fitas adesivas com pequenas quantidades da substância nas costas do paciente e aguardar 48 horas para ver se ele terá algum tipo de aversão. É indicado para identificar diversos tipos de alergias e, assim como o intradérmico, também pode apresentar reações fortes.

Exame de sangue

Ainda temos o exame de sangue, que consiste em colher uma amostra de sangue, como em um exame de sangue normal, e avaliar a possível alergia. Se houver suspeita de mais de uma substância alérgena, é necessário realizar o exame para cada elemento. É indicado, principalmente, quando os outros exames não apresentaram resultados satisfatórios.

Quando devo realizar o exame de alergia?

Sempre que notar que seu corpo reage mal quando ingere um alimento (ou derivados dele), entra em contato com pelos de animais, com poeira; assim como quando você utiliza algum produto na pele, toma determinado medicamento ou passa por alguma situação em que seu organismo responde de alguma forma estranha.

Realizar o exame de alergia é fundamental para identificar, prevenir e até ajudar no tratamento determinadas enfermidades. Mas isso deve ser feito sempre com o acompanhamento de um especialista, o seu melhor amigo quando o assunto é cuidar da saúde. A Comigo também é uma aliada, pois é uma plataforma que facilita a forma como você encontra e agenda suas consultas e exames. Já conhece?

Que tal começar conhecendo ou se aprofundar mais sobre os serviços disponibilizados pela empresa baixando este e-book que conta sobre a importância de não negligenciar as consultas periódicas? Acesse e confira informações valiosas!