Você possui plano de saúde? De acordo com a pesquisa realizada em 2018 pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), para 70% da população brasileira ter um plano de saúde está fora da realidade e os dados da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) mostram que desde 2015 o número de beneficiários de planos de saúde está em queda. Além disso podemos observar que em maio de 2019 dos 47 milhões de planos contratados a grande maioria (80.5%) deles são por contrato coletivo/empresarial, enquanto só uma parte residual (apenas 19,2%) deles são planos individuais ou familiares, o que se significa que atualmente ter um plano de saúde é fortemente correlato a ter um emprego formal. E com a queda do número de empregos formais, como divulgado pelo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), a diminuição do numero de planos de saúde é a natural consequência.

Uma das várias implicações desta situação foi que muitos laboratórios de pequeno porte, que costumavam atender um fluxo significativo de pacientes de planos de saúde, viram cair bruscamente o número de clientes. Em busca de uma solução surge a Comigo, uma plataforma online que, criando uma ponte entre o paciente e o laboratório, aloca para pessoas com menor poder aquisitivo a agenda ociosa dos laboratórios por preços mais acessíveis.

Pensando em tornar a saúde mais facilmente acessível, à Comigo lida com o toda burocracia, do agendamento até o pagamento, o processo é feito integralmente online, possibilitando que o usuário escolha em qual período e região realizar seu procedimento e que possa parcelar os custos sem juros.

Fundada em 2018 pelo italiano Davide Barenghi, conta com a participação de um time de desenvolvedores provenientes do mercado das fintechs, liderado por Harrison Milão. A plataforma, que olha para o público mais jovem, tem apresentado um crescimento forte em seus primeiros meses e conta já com mais de 100 laboratórios parceiros na região da grande São Paulo.

Entretanto, em busca de inovar e tornar ainda melhor a área da saúde no país, o trabalho da Comigo não se limita a criar esta ponte. O projeto prevê reunir na área logada do paciente todo o seu histórico médico e de integra-lo com o prontuário eletrônico usado pelo médico. Todos estes dados serão analisados por uma inteligência artificial desenvolvida pela empresa e irão auxiliar o médico na realização do diagnóstico.

Assim como muitos negócios no campo da tecnologia surgiram com o intuito de facilitar e democratizar o acesso a serviços básicos, no ramo da saúde não está sendo diferente com o crescimento de ferramentas sempre mais evolvidas e inteligentes. Nesse cenário a Comigo busca tornar-se referência e não para de inovar.