A infância é a fase mais importante da vida quando o assunto é desenvolvimento do corpo e da mente. Nesse período, as vitaminas para crianças são essenciais para suprir as necessidades nutricionais diárias dos pequenos e garantir o bom funcionamento de todo o organismo.

As quantidades adequadas de vitaminas e minerais geralmente são alcançadas com uma dieta balanceada, composta por alimentos naturais bem variados e coloridos. Por isso, a suplementação raramente é necessária na infância e deve ser feita somente com a recomendação do pediatra, que avaliará caso a caso.

Muitos alimentos são difíceis de serem aceitos pelos pequenos, mas podem ser incluídos em receitas saborosas para facilitar o consumo. Outra dica é apresentar os alimentos de forma lúdica e divertida para despertar o interesse das crianças. A partir dos 3 ou 4 anos de idade, elas podem se envolver no preparo das refeições, o que ajuda a aumentar a curiosidade em conhecer os sabores dos ingredientes.

Para esclarecer melhor esse assunto, selecionei as vitaminas e os minerais que não podem faltar na alimentação durante a infância, apontando seus benefícios e as principais fontes desses nutrientes para que você os inclua no cardápio do dia a dia!

Vitamina A

A vitamina A é essencial para o desenvolvimento adequado das crianças, pois auxilia no funcionamento da visão; na manutenção da saúde dos olhos, da pele e dos ossos; no fortalecimento do sistema imunológico; na reparação e recuperação de tecidos e na prevenção de doenças, pois tem propriedades antioxidantes.

Esse nutriente está presente em leites, queijos, manteiga, agrião, couve, espinafre, almeirão, fígado de boi, gema de ovo, óleo de peixe, batata-doce e frutas e vegetais amarelo-alaranjados, como cenoura, abóbora, mamão e manga.

As folhagens de cor verde-escura e o fígado de boi, por exemplo, podem ser adicionados em sopas, tortas e bolos salgados. Já as vitaminas de frutas são curingas na hora de incluir a vitamina A na dieta, pois costumam agradar as crianças.

Vitaminas do complexo B

As vitaminas B1, B2, B3, B5, B6 e B12 fazem parte de uma família poderosa de nutrientes, que está envolvida na formação dos glóbulos vermelhos; no fortalecimento do sistema imunológico; no metabolismo da glicose para a produção de energia; no bom funcionamento dos sistemas nervoso e circulatório e no combate aos radicais livres.

As principais fontes de vitaminas do complexo B são peixes, carnes vermelhas, frango, ovos, feijão, ervilha, soja, leite, queijo, nozes, castanhas, amendoim, cereais integrais, abacate e vegetais verde-escuros. Por estarem presentes em uma grande variedade de alimentos, esses nutrientes costumam ser ingeridos na rotina, o que diminui as chances de sua deficiência na infância.

Vitamina C

Conhecida por trazer diversos benefícios à saúde, a vitamina C ajuda a aumentar a resistência do corpo a doenças e a infecções; a fortalecer os dentes, os músculos e os ossos e a potencializar a absorção de ferro quando ingerida moderadamente.

As frutas cítricas, como o limão, a laranja, a acerola, a tangerina, o kiwi, o caju e o morango, são as maiores fontes de vitamina C. Além disso, esse nutriente é encontrado no leite materno, no tomate e em vegetais de folhagem escura, como couve e brócolis.

Vale destacar que essa vitamina oxida rapidamente quando exposta à luz e ao ar. Por isso, é importante que os sucos e alimentos sejam consumidos imediatamente após o preparo ou guardados em recipientes escuros dentro da geladeira.

Vitamina D

Essencial para o desenvolvimento dos ossos e dos dentes das crianças, a vitamina D tem como principal função facilitar a absorção de cálcio e fósforo no organismo. Sua insuficiência aumenta as chances de raquitismo, problemas de crescimento, asma e esclerose múltipla.

A ingestão de salmão, sardinha, fígado, leite, ovos, queijos e cogumelos pode contribuir para a obtenção da vitamina D, mas dificilmente essas fontes alimentares são capazes de suprir as necessidades diárias dos pequenos.

A vitamina D é obtida principalmente pela síntese cutânea, que acontece durante a exposição ao sol. Uma das recomendações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) é estimular as crianças a realizarem atividades ao ar livre, atentando-se à duração e ao horário de exposição (antes das 10 horas ou após as 16 horas, quando a radiação ultravioleta B é menor).

Vitamina K

Os recém-nascidos costumam receber uma injeção de vitamina K logo após o nascimento, pois apresentam carência dessa substância, que age no processo de coagulação do sangue, evitando a hemorragia gastrointestinal e problemas de cicatrização de feridas e cortes.

A deficiência dessa vitamina também pode ocorrer durante a infância. Por isso, é muito importante consumir alimentos como soja, espinafre, acelga, brócolis, couve, alface, rúcula, couve-flor e ameixas secas.

Minerais e outras vitaminas para crianças

A vitamina E também está entre os nutrientes mais importantes na infância, pois tem propriedades antioxidantes, que atuam na prevenção de doenças como câncer e problemas cardiovasculares bem como no alívio dos sintomas do diabetes. Os frutos secos, as amêndoas, a avelã, o pistache, os brócolis, o pimentão, o tomate, o manjericão, o kiwi e a manga são algumas das principais fontes dessa substância.

Além das vitaminas, os minerais são indispensáveis para suprir as necessidades nutricionais dos pequenos e contribuir para seu crescimento e desenvolvimento sadio. O cálcio, por exemplo, é essencial para a saúde dos ossos e dos dentes, agindo em conjunto com a vitamina D.

Esse mineral também participa da contração dos músculos, da transmissão de impulsos nervosos e da secreção de hormônios. Ao se juntar com a vitamina K, ajuda no processo de coagulação sanguínea e na regulação da pressão arterial. Alguns alimentos ricos em cálcio são leite, queijos, iogurtes, soja, linhaça, gergelim e vegetais com folhagens escuras.

Já o ferro é o mineral responsável pelo transporte de oxigênio pelo corpo e auxilia na produção de neurotransmissores e de hormônios da tireoide e na prevenção da anemia. Esse nutriente pode ser encontrado em carnes vermelhas, carne de porco, espinafre, couve, feijão, lentilha, grão-de-bico, aveia, castanha de caju e ameixas.

Agora que você já sabe quais vitaminas são essenciais para o desenvolvimento na infância e como é possível obtê-las por meio da alimentação, compartilhe este post nas suas redes sociais para que mais pessoas entendam a importância desses nutrientes!